FecharX

Horizontes Urbanos - Mostra Internacional de Dança em Espaço Urbano

Funarte - Floresta

Horizontes Urbanos - Mostra Internacional de Dança em Espaço Urbano

Evento encerrado

Data

18/08/14 até 18/08/14

Seg, Ter, Qua, Qui, Sex, Sab, Dom | 21:00


Créditos da imagem: Sandro Grando
Pichet Klunchun and Myself
Pichet Klunchun and Myself

A quinta edição do Horizontes Urbanos – Mostra Internacional de Dança em Espaço Urbano movimenta a capital mineira, no período de 18 a 21 de agosto. A programação traz espetáculos e performances de dança, nacionais e internacionais, especialmente criados para o ambiente urbano. Além de projeções, oficina e bate papo.

Nessa edição, destaque para a participação do francês Jerome Bel, do tailandês Pichet Klunchun, do espanhol Daniel Gomez e dos mineiros Dudude e Coletivo Movasse. A abertura será na Funarte MG (R. Januária, 68. Floresta), dia 18, às 19h. Entrada franca, confira as atrações:

19h - "Pichet Klunchun and Myself", com Jérôme Bel (França) e Pichet Klunchun (Tailândia) - Sujeito à lotação do espaço. Retirada de senhas a partir das 18h no local.

"Dançando, Parando e Comendo...", com Dudude (MG/Brasil)

20h45 - "Reação", com Patrick Vilar (MG/Brasil)

21h - "Camino Vertical/Horizontal", com Daniel Gómez (Espanha): Idealizada, realizada e dirigida pelos produtores Wagner Tameirão e Jacqueline de Castro, em 2007, a mostra integra a rede internacional "Ciudades que Danzan", ligada a Associación Marató de L´Espectacle, sediada em Barcelona. A ideia é despertar no público um novo olhar sobre a arquitetura da cidade por meio da pluralidade de linguagens que tenham a dança e o corpo como foco de trabalho e pesquisa.

Oficina com Osman Khelili (SP/BR) - 18 a 26 de agosto 

Dividida em três partes: Primeira - preparação corporal, apropriação do espaço, relação aos fundamentos da dança: fluxo, peso, espaço íntimo, médio, distante, etc.

Segunda parte - uma apropriação do universo gestual do coreógrafo, por meio da experimentação do repertório da companhia.

Terceira parte - um trabalho de pesquisa e experimentação em torno do tema da figura do “herói/anti-herói”, baseada na última criação da Cia. Kassen K “Wow, I wanna be your hero”. A oficina propõe uma apresentação do conteúdo como resultado prático.

Osman Khelili: Nascido em 1965, em São Paulo, Osman Kassen Khelili é artista de dança e coreógrafo, formado em dança clássica pelo Ballet Teatro Guaíra, em Curitiba. Aborda a identidade, o multiculturalismo, além das várias formas de integração através do estabelecimento de processo de canibais, formas de assimilação cultural. Desde o final dos anos 90, mantém um constante diálogo de criação entre o Brasil e a França. Foi intérprete para L. King, AT de Keersmaeker, C. Diverrès, F. Lambert. Em 1999, ele fundou a “K Kassen” e assina sua primeira peça coreográfica, “Para Nunca Mais”. Assina ainda “Então Deserto” (2000-2002), “Nenhum Homem... Nenhuma Galinha...” (2003), “Jet Lag” (2004), “Lista Negra” (2005). 

Em 2002, iniciou o ciclo de “(auto) retrato(s)”, em que ele questiona o papel do intérprete e coreógrafo: “Deserto 2” (2002), “Solo POR Katja” (2005) para o solo de Katja Fleig, “Mister K” (2005): personagem fictício de absorção e digestão gestos que o cercam e, finalmente, “Solo para Marion” (2006), juntamente com Marion Ballester. Em 2006, assume o compromisso da Transcontinental para as trocas de longo prazo entre a França e o Brasil, na qual realiza ações artísticas relacionadas a identidade, a cultura e sua execução: o lugar da arte na cidade e suas diversas potencialidades, o lugar da arte na educação ou a questão da transmissão.

Local: Centro do Movimento - Rua Marília de Dirceu, 226. Lourdes. 

Informações e inscrições: (31) 3292 5235 / 8853 8723


Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com nossa Política de privacidade e nosso Termo de Uso e, ao continuar navegando, você concorda com essas condições.