FecharX

Bar e casa de shows Matriz, em BH, anuncia fechamento após 21 anos de atividades

Estabelecimento que fica dentro do icônico edifício JK foi um dos principais palcos de música independente da capital



Créditos da imagem: Reprodução Redes Sociais
Main 188634186 140288431421460 137848673466944218 n
No entanto, a Matriz não fechará imediatamente as portas. Serão realizados "alguns eventos de despedidas". Outra novidade é uma possível parceria com a Casa do Jornalista, espaço onde funciona o sindicato da categoria e que já sediou eventos da Matriz no passado.
Thiago Alves
27/10 às 11:22
Atualizado em 27/10 às 11:22

“Não dá mais para segurar”. É com essas tristes palavras que os proprietários do bar e casa de shows Matriz, que fica no Edifício JK, em Belo Horizonte, anunciaram na noite desta terça-feira (26) , pelas redes sociais, o fechamento do estabelecimento, que durante 21 anos de funcionamento, foi um dos principais palcos da música independente da capital mineira.

De acordo com a publicação, mesmo com o sucesso do delivery Casa Mãe, criado pelo estabelecimento como fonte alternativa de receita quando a as atividades culturais presenciais em Belo Horizonte estavam suspensas em função da pandemia do novo coronavírus, não foi possível manter com os compromissos.

"Todas as negociações com a imobiliária se esgotaram e, diante desse cenário catastrófico, provocado por um verme e um vírus (personagens principais deste filme de terror), só nos resta uma saída: fechar as portas, antes que tudo exploda! As contas não fecham (só de impostos, aluguel, IPTU e condomínio, os valores chegam a R$ 10.800 mensais), comprometendo seriamente o nosso futuro", traz um trecho da mensagem.

No entanto, a Matriz não fechará imediatamente as portas. Serão realizados "alguns eventos de despedidas". Outra novidade é uma possível parceria com a Casa do Jornalista, espaço onde funciona o sindicato da categoria e que já sediou eventos da Matriz no passado. "Lá, prosseguiremos com o nosso principal objetivo: fazer uma programação alternativa, democrática, aberta a todas as manifestações artísticas e culturais e sem concessões ao mero comercialismo".

"Vamos torcer para tudo dar certo e o Matriz, juntamente com a Casa Mãe, possa renascer na Casa do Jornalista. E esperamos que nos acompanhem nesse novo ciclo, compartilhando nossas energias e, juntos, procurarmos alternativas para que a cena alternativa continue forte e ativa", finaliza a postagem.