FecharX

Belo-horizontina leva leitura a regiões que não possuem livrarias

Projeto Maluco Por Leitura conta também com versão virtual, com livros a preços praticados em feiras



Créditos da imagem: VGstockstudio/shutterstock.com
Main destaque vgstockstudio
Redação
10/06/20 às 09:00
Atualizado em 10/06/20 às 09:00

Há 22 anos atrás nascia a livraria Maluco Por Leitura, idealizada pela belo-horizontina Tânia Lima. A ideia surgiu da vontade de levar a literatura para regiões mineiras que não possuíam livrarias e internet, e assim, de porta a porta eram feitas as vendas de livros na capital e no interior do Estado.

 

Com o aumento dos eventos literários, pequenas feiras e Bienais do livro no país, a Maluco embarcou em uma nova fase, levando a leitura para os quatro cantos do Brasil. Hoje, principalmente com a paralisação dos eventos com grandes aglomerações, a livraria se mantém virtualmente, com grande variedade de títulos e os mesmos preços praticados nas feiras.

 

Para conhecer todo o catálogo de livros, basta acessar a loja virtual.