FecharX

Mostra 'Move Concreto! Mulheres e videodança' começa nesta sexta e vai até 25 de abril

Programação conta como 25 obras de videodança, divididas em duas categorias, e seis ações formativas, de artistas de dez estados brasileiros



Créditos da imagem: Beatriz Miranda
Main quintal de mariza 1   cre%cc%81dito beatriz miranda
Os trabalhos foram selecionados por meio de edital aberto nacionalmente. Foram recebidas cerca de 700 inscrições, de 20 estados brasileiros e do Distrito Federal, de artistas de 120 cidades diferentes
Redação Sou BH
16/04 às 08:27
Atualizado em 16/04 às 08:27

A partir desta sexta-feira (16) até o dia 25 de abril, o Grupo Contemporâneo de Dança Livre realiza a mostra “Move Concreto! Mulheres e videodança”. A programação conta como 25 obras de videodança, divididas em duas categorias - Mostra Principal e Categoria Minuto - e seis ações formativas, de artistas de dez estados brasileiros. 

No escopo da mostra consta também a exibição de quatro obras, produzidas pela curadoria e produção da mostra, com acesso em audiodescrição e sete conversas com as artistas participantes da Mostra Principal para discutir sobre os processos de criação. O evento tem acesso virtual e gratuito. 

Os trabalhos foram selecionados por meio de edital aberto nacionalmente. Foram recebidas cerca de 700 inscrições, de 20 estados brasileiros e do Distrito Federal, de artistas de 120 cidades diferentes. 

A curadoria é das  artistas mineiras Flaviane Lopes e Luisa Machala, com assistência de curadoria de Duna Dias, uma das idealizadoras da “Mostra Concreto! Mulheres e Videodança”. 

“Ficamos extremamente felizes com o número e a qualidade do material que recebemos. Estamos alcançando o objetivo da mostra que é o de promover, descentralizar, disseminar e democratizar o acesso às obras de videodança produzidas e protagonizadas por mulheres, com o ideal de contribuir com a produção audiovisual feminina. Queremos intensificar ações que visam a igualdade de gênero e valorização da diversidade, através da participação de mulheres cisgênero, transexuais, travestis, de diversas orientações sexuais”, destaca Duna Dias.

As exibições de vídeos, bate-papos e ações formativas contam com transmissão ao vivo pelo canal no YouTube do Grupo Contemporâneo de Dança Livre. As seis ações formativas e os 7 bate-papos serão acessíveis em Libras. Três ações formativas precisam de inscrições prévias e têm vagas limitadas e serão realizadas através da plataforma Zoom. Todas as informações referentes à programação da mostra estão disponíveis em moveconcreto.com.

Comentários