FecharX

Clientes fazem "vaquinha" para reconstruir Bar do Bigode, em BH

Tradicional boteco do bairro Prado pegou fogo na última sexta-feira (2) e ficou totalmente destruído



Créditos da imagem: Corpo de Bombeiros
Main bar do bigode prancheta 1
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou na cozinha e rapidamente se espalhou para todo o estabelecimento
Thiago Alves
04/07 às 11:55
Atualizado em 04/07 às 11:58

O Bar do Bigode, um dos mais tradicionais botecos do bairro Prado, na região Oeste de Belo Horizonte, pegou fogo na noite de sexta-feira (2). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou na cozinha e rapidamente se espalhou por todo o estabelecimento. No sábado (3), o cliente Daniel Marçal criou uma "vaquinha" virtual para arrecadar fundos para a reconstrução do Bar do Bigode.

"O objetivo aqui é arrecadar o máximo que pudermos para ajudar a reconstruir a estrutura, maquinário e contribuir com o pagamento de funcionários. Pessoal, esse bar é a minha casa e, principalmente, é a vida dos meus amigos. O Bar do Bigode já nos deu muitos bons momentos, peço que me ajudem a retribuir agora", solicita Marçal na descrição da "vaquinha virtual".

Até às 9h deste domingo (4), já foram arrecadados R$ 38.180,00 da meta de R$ 50.000,00. Clientes que contribuíram deixaram mensagens de incentivo para o Bigode, como é conhecido o proprietário do bar. "Prezado amigo Bigode. Vimos lamentar o fato ocorrido em seu estabelecimento, que por tantas vezes recepcionou a mim e a minha família, sempre com muito carinho. Ficamos bastante triste com esse acontecimento. Daqui a pouco o Bar do Bigode volta a funcionar, se Deus quiser! Conte conosco!", publicou Romulo Berbert Diniz.

"Bigode e Chicão, vai ficar tudo bem! Uma ajudinha pra vocês continuarem a fazer a melhor marmita do planeta!", escreveu Liliane Guerra.

Para contribuir com o projeto de reconstrução do Bar do Bigode, basta acessar https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-reconstruir-o-nosso-bar-do-bigode. O site aceita boleto, cartões de débito e crédito, PIX e Paypal.