FecharX

Confira os pratos participantes do 'Made in Minas Gerais'

Restaurantes vão concorrer, com suas criações gastronômicas, ao Troféu Dona Lucinha



Créditos da imagem: Wesey Henrique Pereira
Main miolo de bruaca   emporio 77 foto de wesley henrique pereira
Thiago Alves
10/06 às 00:00
Atualizado em 10/06 às 00:00

Neste domingo (12/6), das 11h às 19h, a Praça da Savassi recebe o evento gratuito "Made in Minas Gerais". Além de música instrumental e comercialização de produtos de todas as regiões mineiras, um dos destaques da programação é a gastronomia. Ao todo, dez restaurantes vão concorrer, com suas criações gastronômicas, ao Troféu Dona Lucinha, em homenagem a uma das maiores referências da cozinha mineira, que nos deixou em 2019, aos 86 anos. O valor dos pratos varia entre R$ 24 e R$ 46. O Sou BH listou abaixo os quitutes que serão preparados no festival. Confira.


Prato: “Frango ao molho pardo”
Chef Lulu (Maria de Lourdes), do Maria das Tranças

A chef Maria de Lourdes, carinhosamente conhecida como Lulu, está à frente do Restaurante Maria das Tranças e vai servir o famoso “Frango ao molho pardo”. O restaurante conquista os clientes pelo sabor do prato, que é seu carro-chefe. A receita, já na 3ª geração da família, mantém seu sabor inconfundível há quase 70 anos. 


Prato: “Doce Jequitinhonha”
Chef Márcia Nunes, do Dona Lucinha

O restaurante Dona Lucinha oferece as receitas que compõem nossa mais cara tradição, trabalhadas de modo que cada prato seja uma obra de arte em si mesma. São os sabores do nosso cotidiano, os aromas de nossa infância, de uma maneira como você nunca viu. A chef Márcia Nunes é filha de Dona Lucinha e, hoje, é a responsável pelo restaurante que leva o nome de sua mãe. Marcinha, que também é historiadora e grande pesquisadora da culinária mineira e da cultura popular do Serro, apresenta, no evento, o “Doce Jequitinhonha”, que remete à “doçura de lugar”.


Prato: “Leitão à pururuca”
Chef Luiz Ney, da Pousada Villa Paolucci, em Tiradentes

O chef Luiz Ney, da Pousada Villa Paolucci, em Tiradentes, traz o seu famoso “Leitão à pururuca” para o Made in Minas Gerais. Médico e chef de formação e vocação, Luiz Ney aprendeu as técnicas do tradicional leitão à pururuca com seu pai e seu avô. Após uma semana marinando em uma mistura de ervas, vinho, cachaça e outras especiarias, o leitão é lentamente assado em um processo de 7 horas. A renovação da receita veio quando o chef inventou o “pururucador”. O aparelho funciona como uma grelha manual e permite a execução da técnica com perfeição, mantendo a carne do porco suculenta por dentro e crocante por fora. Ainda no mês de junho, o tradicional Leitão à Pururuca do Luiz Ney será servido em um novo espaço, com a inauguração do novo restaurante na rua Direita, 224, na cidade de Tiradentes (MG).


Prato: “Cupim braseado com mousseline de Baroa”
Chef Felipe Oliveira, do Ora, em Tiradentes e Divinópolis

O chef Felipe Oliveira, 34 anos, nasceu em São João Del Rei (MG), com formação pelo Senac Grogotó, em 2008, e, atualmente, comanda seu recém-inaugurado restaurante em Tiradentes (MG), o Ora Restaurante. Em boa parte de sua carreira em Belo Horizonte, Felipe atuou em grandes restaurantes na capital mineira, e concorreu, pela revista Encontro, como chef Revelação, em 2013. No Made in Minas Gerais, apresenta o prato “Cupim braseado com mousseline de baroa”.


Prato: “Risoto de frango com ora-pro-nóbis”
Chef Fernanda Fonseca, do Padre Toledo, em Tiradentes

É a valorização dos ingredientes e a vontade de sempre trazer os aromas e sabores que movem o restaurante Padre Toledo e a chef Fernanda Fonseca. Uma tradição de família. Atualmente, junto aos irmãos, é a terceira geração à frente do restaurante, que tem mais de 50 anos de história em Tiradentes. Essas raízes mineiras aparecem em todos os pratos do restaurante, especialmente no “risoto de frango com ora-pro-nóbis”, que será servido no Made in Minas Gerais.


Prato: “Vira-lata metido a besta”
Chef Flávio Trombino, do Xapuri

Tradicional em Belo Horizonte, o premiado Restaurante Xapuri proporciona experiências gastronômicas com mineiridade. Afastado do centro, o restaurante é um refúgio para a mente, com opções de pratos autênticos e saborosos, servidos à la carte. Com a cultura da cozinha regional em seu DNA, o chef Flávio Trombino começou a escrever sua história a partir do aprendizado que teve dentro de casa, com a mãe, D. Neusa. Para o evento, o chef vai apresentar o sanduíche “Vira-lata metido a besta”, que leva baguete francesa, linguiça Xapuri, cebola roxa caramelizada no vinagre de jabuticaba e na rapadura, rúcula e mostarda.


Prato: “Miolo de bruaca”
Chef Alex Bogas, do Empório 77 Bar e Bistrô, em Itabirito

De Itabirito, no coração de Minas Gerais, é o Empório 77 – Bar e Bistrô. Essa ligação com nossas raízes, com o nosso Estado, é visível em cada prato, porque é feito com a dedicação e a experiência que só uma cozinha raiz, artesanal, pode proporcionar. No Made in Minas Gerais, o Empório 77 apresenta o “Miolo de Bruaca”, que é um feijão tropeiro.


Prato: “Carne de Sol com mandioca na manteiga de garrafa”
Chef David Dias, do Orikuri, em Montes Claros

O chef David Dias apresenta a gastronomia do norte de Minas. Sua carne de sol com mandioca na manteiga de garrafa é feita com ingredientes especialmente selecionados.

Prato: “Favoritto Burguer”
Chef Fred Trindade, do Favoritto Jardins, de Montes Claros

Com mais de 20 anos de carreira, o chef Fred Trindade teve passagens pelo D.O.M, de Alex Atala; pelo Olympe, de Claude Troisgros; e pela Maison Troigros, na França, do chef Pierre Troisgros. Em 2013, representou a cozinha mineira no Madrid Fusión, importante congresso de gastronomia. Fred se preocupa em agregar, em seus pratos, sempre os melhores ingredientes locais, que são parte da essência da cozinha mineira. No Made in Minas Gerais, apresentará o Favoritto Burguer: pão de brioche de manteiga de garrafa, blend especial de hambúrguer de boi “salée” na brasa, queijo requeijão do Norte, com catchup de tamarindo.

Espaço Chef Raiz, com participação da cozinheira Adriana Lourenço

O espaço Chef Raiz é uma das novidades desta edição. Nele, destaca-se a comida raiz, feita, genuinamente, com base nas tradições mineiras. O chef raiz é aquela pessoa que detém os conhecimentos da terra e do fazer, perpetuam as nossas tradições e a culinária regional. Nesta edição, a convidada do espaço é a cozinheira Adriana Lourenço, que fará “Rapa da panela” - Carne de lata "porco" puxada no arroz. Adriana nasceu e vive em Pimenta (MG), onde aprendeu com seus familiares a plantar, colher, cuidar dos animais e, juntos cozinham transformam insumos em ingredientes que são levados à mesa em seu dia a dia.

Serviço
Made in Minas Gerais
Data: 12 de junho de 2022 (domingo)
Horário: a partir das 11h
Local: Praça da Savassi/Belo Horizonte – MG (no cruzamento entre as avenidas Cristóvão Colombo e Getúlio Vargas)
Entrada gratuita, mediante retirada de ingresso pela Sympla