FecharX

Fartura Gastronomia reúne chefs renomados em Inhotim neste fim de semana

Festival terá a presença dos cinco embaixadores gastronômicos do Itamaraty com o objetivo de debater a internacionalização da culinária brasileira



Créditos da imagem: Divulgação/Reprodução Redes sociais
Main fartura inhotim capa
Redação Sou BH
29/04 às 10:52
Atualizado em 29/04 às 10:52

Começa nesta sexta-feira (29) e se estende até domingo (1º/5) o Fartura Gastronomia, no Instituto Inhotim, em Brumadinho, na Grande BH. O evento terá a presença dos cinco embaixadores gastronômicos do Itamaraty, um de cada região do país: Morena Leite, Janaina Rueda, Manu Buffara, Saulo Jennings e Paulo Machado. Com mediação de Claude Troisgros, eles reúnem-se para discutir a internacionalização da gastronomia brasileira e, é claro, cozinhar. O evento será aberto ao público, mediante acesso ao Inhotim e sujeito à lotação, de acordo com as normas vigentes do local. 

Conheça agora um pouco mais sobre a história desses cinco chefs que estarão representando todas as regiões do Brasil:


Morena Leite – Nordeste

Formada na Le Cordon Bleu de Paris, Morena Leite está à frente do restaurante Capim Santo. Autora de quatro livros, um deles já premiado como melhor livro de cozinha do mundo no quesito inovação, na Suécia, a chef também já recebeu o prêmio de Melhor Cozinha Brasileira pela Revista Go Where Gastronomia. A chef que também é curadora do Fartura Brasil, explica um pouco mais sobre o que vamos encontrar no evento. “Durante o encontro em Inhotim, vamos falar sobre a nossa identidade alimentar, nossas raízes. E de como podemos levar esse importante símbolo cultural, que é a gastronomia, para o mundo sem perder nossas origens. Nosso projeto está baseado em cinco pilares: afeto, inclusão social, diversidade cultural, sustentabilidade e criatividade. Todas as regiões do Brasil se encontram pra mostrar que, apesar das regionalidades, todos nós fazemos comida brasileira.” Completa Morena.


Paulo Machado – Centro-Oeste

À frente do Instituto Paulo Machado, inaugurado em 2010 e com sede em Campo Grande, Paulo se empenha em divulgar a culinária e cultura brasileiras, através de cursos e oficinas ministrados em universidades dentro e fora do Brasil. Viajante nato, o chef já passou por vários países e, desde 2009, realiza um estudo sobre o Pantanal sul-mato-grossense. Em 2015 foi o vencedor do Prêmio Dólmã Nacional. Sobre o festival, ele diz: “Nossa gastronomia é plural, diversa e básica pra existência das identidades regionais, pode e deve ser replicada por cozinheiros do mundo todo, por meio de suas técnicas, pratos e similaridades com outras culturas.”


Saulo Jennings – Norte

Expressivo nome da cozinha Tapajônica, Saulo Jennings é um dos nomes mais conhecidos quando se fala em comida Paraense. Sua missão é difundir as belezas e delícias da culinária de sua região. Sobre seu trabalho, Saulo relata: “Indígenas, ribeirinhos, quilombolas ou aqueles dos centros urbanos tem na cultura alimentar amazônica um amor em comum que deve ser conservado e muito bem pensando sobre como esses ingredientes chegarão ao futuro.”


Manu Buffara – Sul

A chef paranaense Manu Buffara tem se destacado no cenário nacional entre a nova geração da gastronomia contemporânea. No restaurante Manu, premiado com uma estrela no Guia 4 Rodas, os pratos são capazes de surpreender o visitante com matérias-primas bem brasileiras, que encantam pela técnica, mas também pela simplicidade e sensibilidade. “Quando você assume uma identidade, as histórias são contadas pelo cardápio. Aprendi a ouvir muito, principalmente os produtores. O produto é uma coisa muito importante no processo, pois é deles que saem os pratos. Você tem que olhar além do produto que está ali, ir além do convencional.” Completa a chef.


Janaína Rueda – Sudeste

Nascida e criada no centro de São Paulo, Janaína Rueda, comanda, ao lado de Jefferson Rueda, quatro estabelecimentos na região. Em 2020, Janaína Rueda recebeu o American Express Icon Award, sendo eleita Ícone da América Latina pelo Latin America’s 50 Best Restaurants. Em junho de 2021, Janaína Rueda assumiu a presidência do Instituto Brasil a Gosto, fundado em 2006 por Ana Luiza Trajano. A fundação atua promovendo projetos que valorizem os ingredientes nacionais e garantam sua acessibilidade ao consumidor final, sempre trabalhando propostas que representem uma relação do homem com a natureza e reforcem nossa identidade cultural.

Internacionalização da gastronomia brasileira

“Assim como o Fartura, o Inhotim tem a inovação como forte pilar. É uma referência de vanguarda no mundo. Enquanto o Itamaraty é um parceiro importantíssimo para dar visibilidade à gastronomia brasileira fora do país. Estamos unindo grandes forças para este projeto, em torno da nossa maior missão que é disseminar a cultura gastronômica brasileira cada vez mais”, afirma Rodrigo Ferraz, diretor da plataforma.

O Fartura Gastronomia conta, ainda, com a participação de chefs de Belo Horizonte e Brumadinho em cozinhas ao vivo, almoços, jantares, além de mercearia de produtores e apresentações artísticas.

“Vamos reunir grandes nomes para discutir até que ponto nós, brasileiros, podemos levar para fora do Brasil nossa cultura, nossa comida, sem perder as nossas origens. Queremos mostrar o que realmente é essencial na nossa gastronomia, essa comida que abraça, afetiva, que envolve muitas etnias, muitos povos. O Brasil é um caldeirão miscigenado. E a grande discussão sobre como ir a outros países sem ser clichê, mas com verdade”, explica uma das curadoras do projeto, Carolina Daher.

Espaço Igrejinha

Ao longo dos três dias, os chef embaixadores do Itamaraty realizam debates sobre a formação da identidade alimentar nacional e de como a culinária brasileira pode se expandir pelo mundo sem perder suas origens. Temas como afeto, inclusão social, diversidade cultural, sustentabilidade e criatividade serão abordados, com mediação de Claude Troisgros. Ao final será criado o Manifesto Maniba, que tem como propósito preservar e divulgar a gastronomia brasileira no mundo e será assinado por 200 chefs do país.

Cozinha ao Vivo

Além de discussões enriquecedoras, os chefs farão o que sabem melhor: cozinhar. E o público poderá assistir as receitas ao vivo e consumir os pratos recém-saídos da panela. Será uma oportunidade de ver grandes nomes da gastronomia nacional em ação, junto a chefs mineiros como Juliana Duarte, Flávio Trombino, Caio Soter, Caetano Sobrinho, Henrique Gilberto, Cristóvão Laruça, André Paganini e Luiz Paulo Mairink. Este espaço é assinado pelo Senac.

Menu Fartura

Os renomados restaurantes do Instituto Inhotim – Tamboril e Oiticica – abrem as portas para os chefs convidados para intervenções gastronômicas. Durante os dias do evento, os locais terão sobremesas assinadas pelos participantes para que o público possa experimentar. No Café das Flores, haverá uma quitanda especial. A cidade de Brumadinho também participa do Fartura Gastronomia com oito restaurantes recebendo, cada um, um convidado para almoços e jantares. Os chefs belo-horizontinos que estarão na Cozinha ao Vivo também levam sua gastronomia às casas: Vila da Lavanda, Massa Demais, Rancho do Peixe, Curral Casa Branca, Abóbora, Ateliê Abraão, V8 e Bistrô Mendes.

Mercearia Fartura

Neste espaço, 16 pequenos produtores poderão mostrar ao público a cultura e riqueza gastronômica da região. Serão oito da cidade de Brumadinho e oito produtores de Minas Gerais. Produtos especiais estarão disponíveis ao público, como licores, quitandas, queijo de cabra, temperos, embutidos, pães de fermentação natural, doces e granolas, laticínios, goiabada caseira, mel, charcutaria, cogumelos, cafés, geleias e chutneys.

Cultura do Brasil

A cultura está sempre presente nos eventos do Projeto Fartura e desta vez não é diferente. DJs e música ao vivo, com curadoria do Sesc, se apresentam durante os três dias, proporcionando uma experiência completa.

“Este é um marco no projeto Fartura, em que estamos reunindo dois parceiros muito importantes que são o Inhotim e o Itamaraty. Vamos apresentar o Projeto Itamaraty em Minas Gerais e será uma oportunidade de, mais uma vez, discutir a gastronomia. Estamos sempre buscando as nossas raízes e, ao mesmo tempo, pensando no futuro. Estamos muito realizados em retomar os eventos presenciais com um evento deste porte, trazendo esta programação a Minas, que é o berço do projeto”, finaliza Rodrigo Ferraz.

Programação geral:

Dia 29/04 – sexta-feira
10h30 – Encontro na Igrejinha
11h – Tour Inhotim
12h – Cozinha ao vivo – Senac em Minas
13h30 – Cozinha ao vivo – Márcia Nunes
14h00 – Fórum
15h às 16h – Cozinha ao vivo – Júlia Aguiar + Janaína Rueda

Dia 30/04 – sábado
10h – Abertura do evento ao público
10h30 às 12h – Fórum
11h30 às 12h30 – Cozinha ao vivo – Lucas Correia + Manu Buffara
12h30 às 13h30 – Artístico
13h às 14h – Cozinha ao vivo – Romário + Morena Leite
14h30 às 16h – Fórum
15h às 16h – Cozinha ao vivo – Senac em Minas

Dia 01/05 – domingo
10h – Abertura do evento ao público
11h às 12h30 – Fórum
11h30 às 12h30 – Cozinha ao vivo – Lucas Caslu + Paulo Machado
13h às 14h – Cozinha ao vivo – Ricardo Branches + Saulo Jennings
14h30 às 15h30 – Artístico
15h às 16h – Cozinha ao vivo

Serviço
Fartura Gastronomia
29, 30 de abril e 1º de maio de 2022
Instituto Inhotim, Brumadinho – MG
Horário: das 10h às 17h.