FecharX

Projeto em BH fomenta inclusão de pessoas trans e travestis na gastronomia

O curso ‘Gororoba - Cozinha para todes’ é oferecido gratuitamente



Créditos da imagem: Divulgação
Main unnamed  7
Na grade curricular constam 60 horas de aprendizado, divididas em 14 aulas práticas. Ao todo, foram 120 inscrições para 20 vagas
Redação Sou BH
22/07 às 08:00
Atualizado em 22/07 às 08:00

Já estão acontecendo as aulas do curso de gastronomia ‘Gororoba - Cozinha para todes’, voltado para pessoas trans e travestis com idade a partir dos 16 anos, que oferece em Belo Horizonte a oportunidade para que os participantes possam se profissionalizar na área.

 

A iniciativa conta com o apoio da Faculdade Arnaldo e do patrocínio do projeto Mais Diversidade, do banco Itaú. Na grade curricular constam 60 horas de aprendizado, divididas em 14 aulas práticas. Ao todo, foram 120 inscrições para 20 vagas.

 

"A valorização da diversidade é um dos valores da faculdade e poder abrir os braços para um evento de capacitação de pessoas que buscam outras formas de sustento como a gastronomia é algo que nos deixa muito honrados. O público do projeto vai encontrar novos caminhos para terem um futuro diferente", explica Talita Viza, coordenadora do curso de gastronomia da Faculdade Arnaldo.


Para a coordenadora executiva do projeto "Gororoba - Cozinha para Todes", Eloá Mata, as expectativas para este ano são as melhores. "Queremos ver as pessoas trans no mercado de trabalho ou com condições de iniciar seu próprio negócio, tendo oportunidades e opções dignas de geração de renda. Esperamos construir uma rede de apoio aos participantes, apresentar pessoas que podem oferecer informações ou indicação de trabalhos, indicar lugares onde essas pessoas possam buscar amparo, oferecer uma atmosfera de segurança, respeito e confiança para que haja desenvolvimento da autoestima e do empoderamento pessoal", conta.