FecharX

Após ficar dois meses fechado, Inhotim irá reabrir em maio para visitações

Ingressos já estão à venda pela plataforma Sympla e podem ser adquiridos por valores que vão de R$ 22 a R$ 106



Créditos da imagem: Edésio Ferreira/EM/D.A Press
Main ege07112020ef35
Um dos maiores museus a céu aberto do mundo, Inhotim passará a abrir às sextas, sábados e domingos, com limitação máxima de 500 pessoas por dia — o que representa 10% da lotação do local
Thiago Alves
28/04 às 08:47
Atualizado em 28/04 às 08:51

Fechado desde 12 de março para visitações por conta do agravamento da pandemia da covid-19, o Instituto Inhotim, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, irá reabrir para visitações a partir de sexta-feira (7).

 

Um dos maiores museus a céu aberto do mundo, Inhotim passará a abrir às sextas, sábados e domingos, com limitação máxima de 500 pessoas por dia — o que representa 10% da lotação do local. Os ingressos já estão à venda pela plataforma Sympla e podem ser adquiridos por valores que vão de R$ 22 a R$ 106. Moradores de Brumadinho têm entrada livre, desde que estejam cadastrados no programa "Nosso Inhotim".

 

Funcionários do museu vão aferir a temperatura dos visitantes logo no estacionamento. O uso de máscara facial será obrigatório durante todo o momento e foram instalados displays de álcool em gel em pontos estratégicos. Também foram colocados pedais de acionamento nos bebedouros para que o visitante beba água sem fazer uso das mãos. Alguns serviços estão suspensos, como o de guarda-volumes.

 

De acordo com as regras publicadas no site do museu, o limite de pessoas nas visitas mediadas é de 12 por grupo. As visitas panorâmicas permanecem gratuitas e acontecem duas vezes ao dia, às 11h e às 14h. Para visitas exclusivas, consulte horários e a disponibilidade na recepção.

 

Referência mundial em arte moderna e contemporânea, o Inhotim possui mais de 500 obras de arte contemporânea em exibição, com um acervo avaliado em cerca de R$ 2 bilhões.

 

Galerias e obras temporariamente fechadas:

 

Galeria Fonte (G4);

Galeria Lago (G6);

Galeria Marcenaria/ Vídeo performance: De lama lâmina (G9);

Galeria Cosmococa (G15);

Galeria Marilá Dardot (G17);

Obra By Means of a Sudden Intuitive Realization, 1996 (A8);

Obra Viewing Machine, 2001 (A13);

Obra Piscina, 2009 (A15);
Obra Sem Título, 2019 (A24).



Comentários