FecharX

Blocos pedem desvinculação da Belotur do carnaval de rua

<p>Carta escrita por 55 blocos de Carnaval de rua de BH pede mudanças para 2014</p>



Créditos da imagem:
Main grey
Redação Sou BH
12/08/14 às 10:37
Atualizado em 01/02/19 às 17:26

Nesta quinta-feira (21), 55 blocos de Carnaval de rua da cidade divulgaram uma carta aberta com ponderações sobre o Carnaval deste ano e reivindicações para a festa de 2014. O documento foi lido em audiência pública na Câmara dos Vereadores na última quarta (20).

No texto, os blocos questionam a Lei 10.277 e o Decreto 14.589 que, dentre outros pontos, determinam que as apresentações ou manifestações artísticas e culturais não podem ultrapassar as 22h e ou ter mais de 4 horas de duração. Os blocos também criticam que essa regulamentação seja aplicada a manifestações populares.

A carta também pede para uma mudança da vinculação institucional do Carnaval, hoje realizado pela Belotur. A sugestão é que as festas sejam vinculadas à Fundação Municipal de Cultura. Também está na pauta dos blocos que haja um acompanhamento do Carnaval de forma contínua ao longo do ano.

Os blocos reconhecem que foram gerados transtornos durante o Carnaval, mas apontam que é preciso investir em uma descentralização das festas na cidade. A carta menciona a possibilidade de se construírem um ou mais espaços abertos para realização das festas.

O texto ainda critica a cobrança pela realização de eventos na Praça da Estação, a liberação de praças e outros espaços públicos para empresas privadas; a burocratização e cobrança de taxas para liberação de eventos; e a perseguição a pipoqueiros, vendedores ambulantes, artesãos nômades e moradores de rua.

Leia a carta na íntegra aqui.

nasavassi