FecharX

Dia do sexo: descubra curiosidades dessa data tão prazerosa

O sexólogo da INTT, João Ribeiro, fala sobre algumas dúvidas que sempre acabam surgindo quando o assunto é sexo



Créditos da imagem: AimPix/ shutterstock
Main shutterstock 747893590
Redação Sou BH
08/09/20 às 15:37
Atualizado em 08/09/20 às 15:37

Hoje (06) é comemorado o Dia do Sexo. A data existe desde 2008, depois de uma marca de preservativos realizar uma ação de marketing que explorava várias facetas dessa prática. Seja como preferir, a atividade sexual pode melhorar o humor, queimar calorias, ajudar na relação e até mesmo melhorar a qualidade da pele. Para quem quer descobrir mais curiosidades, o sexólogo da INTT, João Ribeiro, comenta sobre algumas informações interessantes que sempre acabam despertando curiosidade sobre o assunto, confira:

 

Existe um marco zero do sexo?

Por incrível que pareça, alguns estudiosos alemães conseguiram provas do caso mais antigo de relações sexuais entre humanos. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Max Planck Institute for Evolutionary Anthropology, em Leipzig, Alemanha, traços de DNA encontrados nos restos mortais de uma mulher de Neandertal mostra que a mulher das cavernas e seu parceiro foram os responsáveis pela primeira transa da história.

 

Deixa um viço na pele

Quem não quer uma pele saudável? De acordo com a ciência, uma pessoa com a vida sexual ativa pode ter isso. Isso acontece, pois o ato aumenta a produção de ocitocina, conhecido como o "hormônio do amor". Além disso, o hormônio estrógeno, que fica concentrado no sangue, aumenta durante o sexo, deixando a pele e o cabelo com aspecto mais brilhoso. E o suor manda embora todas as impurezas da pele, proporcionando, assim, um aspecto mais suave.

 

Queima calorias 

Quer perder algumas calorias sem ter que ficar horas fazendo aeróbico? Então pratique sexo. De acordo com a Associação de Educadores e Terapeutas Sexuais, meia hora de prática sexual queima em média 85 calorias.

 

Vale por uma aspirina

Se qualquer mudança climática já é motivo de preocupação e medo de ter um resfriado, transar com frequência pode ser uma alternativa para evitar esse receio. De acordo com uma pesquisa feita pela Wilkes University, nos Estados Unidos, o sexo aumenta os níveis de um anticorpo chamado IgA, responsável por proteger o organismo de gripes e infecções.

 

Dá uma aliviada no estresse

Trânsito, correria, boletos, prazos para entregar trabalhos, enfim, são inúmeros os problemas que deixam o estresse lá no alto. Para ajudar nesse problema, o ato sexual libera endorfina e ajuda a aliviar a tensão.