FecharX

Escola em BH faz collant para boneca de aluna com síndrome de Down

Funcionários perceberam que a pequena Beatriz Pantel ia sempre as aulas acompanhada pela boneca e, como forma de inclusão, confeccionaram a roupinha para o brinquedo



Créditos da imagem: Juliana Pantel
Main amigos do esporte prancheta 1
Inclusão e acolhimento nos detalhes. Beatriz Pantel acompanhada pela boneca trajada com um collant
Thiago Alves
24/09 às 09:44
Atualizado em 24/09 às 09:44

Os funcionários do Centro de Treinamento Amigos do Esporte, escola de Belo Horizonte especializada em ginástica artística e judô para crianças, perceberam que a aluna Beatriz Pantel, que tem síndrome de Down, ia sempre as aulas acompanhada por uma boneca, e, como forma de incluir ainda mais a menina, tiraram as medidas, fizeram a roupinha e hoje o brinquedo também transformou-se em ‘aluna’.

“Minha filha não abre mão de levá-la aos treinos, que acontecem duas vezes por semana, às terças e quintas-feiras. Essa confecção do collant para a boneca é uma prova de que a inclusão de uma pessoa com síndrome de Down deve acontecer nas pequenas coisas, nos pequenos gestos e atitudes, que ganham uma proporção enorme para quem é acolhido. Para isso, basta ter um olhar sensível, sempre voltado para o outro", conta Juliana Pantel, mãe da Beatriz.

Para Juliana, a evolução de Bia com a ginástica artística tem sido perceptível. “Os olhinhos dela brilham todas as vezes que vê as atletas pela TV. Ela imita os movimentos, além de ter flexibilidade para fazer as aberturas. Ela melhorou o equilíbrio e tem se desenvolvido bastante. O convívio social com outras crianças e os professores também tem sido extremamente importante. Todos fazem questão de acolhê-la, nos mínimos detalhes.”

Sobre o futuro profissional da pequena Beatriz, Juliana não cria expectativas. “Se ela quiser se profissionalizar, ótimo. Essa é uma decisão dela. Mas o que sempre vai importar é a felicidade da minha filha. Quero vê-la feliz independentemente das circunstâncias”.

Sobre o CT Amigos do Esporte

Fundado em agosto de 2016 pelos empreendedores Tiago Gusmão e Patrícia Lages, o Centro de Treinamento Amigos do Esporte tem o objetivo de aumentar o acesso de crianças e adolescentes a modalidades não populares. Apesar de 92% dos pequenos atletas estarem matriculados na ginástica artística, o CT é referência também em judô adulto e infantil a partir dos 3 anos. A escola conta com três ginásios nos bairros Padre Eustáquio, Buritis e Santa Amélia, este último na região da Pampulha. “Nossa expectativa é chegar a mil alunos até o final do ano, além de uma nova casa nas adjacências do bairro Cidade Nova, região nordeste de Belo Horizonte”, conta Gusmão.