FecharX

Justiça mantém reajuste das tarifas de ônibus

<p>Decisão do desembargador Judimar Biber nega ação do Ministério Público</p>



Créditos da imagem:
Main 1505 onibus passagem
Redação Sou BH
12/08/14 às 10:38
Atualizado em 01/02/19 às 16:56

Ontem (14), no final do dia, o desembargador Judimar Biber manteve o reajuste das tarifas do transporte coletivo em Belo Horizonte e negou o seguimento aos agravos interpostos pelo Ministério Público. Dessa forma, a decisão do juiz Renato Luís Dresch fica mantida.

No parecer de Dresch, emitido na última quinta-feira, o magistrado afirmou que o órgão se limita a questionar o percentual de 2,97% relativo a revisão tarifária quadrienal e que, o aumento de 5,11% não é objeto de controvérsia na ação civil pública. Juntos os valores somam 8,08%, porém o reajuste concedido pela Prefeitura em abril foi 0,58% menor.

As novas tarifas começaram a valer às 0h do dia 10 de maio, quando os preços das passagens ficaram 7,5% mais caros. As linhas que custavam $ 2,65 passaram a custar R$ 2,85. As passagens das linhas circulares e alimentadoras foram de R$ 1,90 para R$ 2,05. E a passagem do transporte suplementar que custava R$ 1,90 passou para R$ 2,05; a de R$ 2,15 para R$ 2,35 e de R$ 2,65 para R$ 2,85.

Comentários