FecharX

Justiça proíbe o lançamento do aplicativo Tubby

<p>Segundo a justiça de Minas Gerais, o programa deve sair do ar em até cinco dias</p>



Créditos da imagem: Reprodução
Main tubby
Reprodução
Redação Sou BH
12/08/14 às 10:38
Atualizado em 01/02/19 às 17:55

A Justiça mineira expediu liminar nesta quarta-feira (4) determinando que o aplicativo Tubby seja retirado do ar em até cinco dias. A previsão era que o programa fosse lançado ontem.

O aplicativo é uma versão masculina do Lulu. Ao puxar as informações dos perfis femininos do Facebook, o Tubby permite aos homens darem notas e avaliarem as mulheres.

O juiz Rinaldo Kennedy da Silva, da 15.ª Vara Criminal do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte, entendeu que o aplicativo destinado à avaliação das mulheres é ofensivo. O magistrado determinou multa de R$ 10 mil por dia, caso ele seja mantido no ar.

O pedido por intervenção judicial contrária ao lançamento do Tubby no Brasil foi feita pelos coletivos Frente de Mulheres das Brigadas Populares de Minas Gerais, Margarida Alves, Movimento Graal no Brasil, Marcha Mundial das Mulheres, Movimento Mulheres em Luta, Marcha das Vadias e Coletivo Mineiro Popular Anarquista (Compa).

Comentários