FecharX

Padarias de Minas Gerais implantam energia fotovoltaica para reduzir custos

Primeira usina de energia solar destinada a padarias mineiras gera sustentabilidade e economia de até 15% com os gastos na luz



Créditos da imagem: Foxbat/ shutterstock
Main shutterstock 175274429
Redação Sou BH
08/09/20 às 15:40
Atualizado em 08/09/20 às 15:40

Uma parceria entre o Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão) e a desenvolvedora de projetos solares Solatio está fornecendo energia limpa para cerca de 100 padarias mineiras, gerando uma economia de até 15%. Instalada na cidade de Manga, no norte do estado, a primeira usina possibilitou aos empresários do segmento unir a redução de custos de operação com a sustentabilidade nos negócios.  

 

A proposta anima os panificadores, que têm na conta de luz um dos principais custos para manter as indústrias e lojas em funcionamento, além dos gastos com aluguéis, fornecedores e pagamentos de funcionários. Outro atrativo da parceria entre essas empresas é que para aderir ao modelo de negócio não é necessário nenhum investimento prévio. “Se perguntarem para qualquer empresário de padaria se ele deseja reduzir os gastos com energia elétrica, a resposta sempre será ‘sim’. Os benefícios que esta parceria com a Solatio promove são ainda mais importantes em um momento como o que estamos vivendo. Cada redução conta para manter as portas abertas”, explica o presidente da Amipão, Vinícius Dantas.

 

A energia fotovoltaica, proveniente dos raios solares, é 100% limpa e renovável, por isso, já é uma tendência mundial. No Brasil, a modalidade é regulamentada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Se quiser saber mais sobre o projeto, acesso o site da Amipão ou da Solatio.