FecharX

Parque Ecológico da Pampulha é reaberto com restrições

Espaço estava fechado ao público desde março do ano passado. Saiba como visitar



Créditos da imagem: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press
Main rodrigo clemente em d.a press
A visitação ao Parque será permitida de quinta-feira a domingo, das 8h às 17h, e ocorrerá por meio de agendamento no site da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, gestora do espaço
Redação Sou BH
13/02 às 10:30
Atualizado em 13/02 às 10:30

O Parque Ecológico Promotor Francisco Lins do Rego, mais conhecido como Parque Ecológico da Pampulha, volta a receber visitantes a partir deste sábado (13). A visitação ao Parque será permitida de quinta-feira a domingo, das 8h às 17h, e ocorrerá por meio de agendamento no site da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, gestora do espaço. A entrada acontecerá exclusivamente pela Portaria do Marco Zero (Av. Otacílio Negrão de Lima, 6.061).

Vale lembrar que o acesso de animais domésticos no Parque Ecológico da Pampulha não é permitido. Os visitantes podem acessar o Parque com bicicletas, mas devem respeitar o limite máximo de 10km/h.

O Parque Ecológico da Pampulha estava fechado desde março do ano passado em função da pandemia da Covid-19. Durante esse período, o coreto do Parque foi reformado, incluindo a troca de toda a instalação elétrica e uma nova pintura. Também foram trocados os breezes de madeira das portarias, da administração, do bicicletário e de todos os banheiros, que também tiveram suas portas substituídas. Já no auditório e no varandão do Parque, os breezes - que estavam com boa estrutura ainda - receberam nova pintura para conservação.

Além dos trabalhos regulares de manutenção da vegetação e gramados, desde o fechamento o parque recebeu o plantio de mais de 60 novas mudas de árvores para incremento da área conhecida como bosque, espaço predileto para piqueniques e brincadeiras com a criançada. Para embelezar ainda mais a área, também foram criados três canteiros de plantas ornamentais: um ao lado da administração e dois ao lado das portarias.

Arte a céu aberto 

O Parque é muito procurado para a prática de esportes diversos, mas também abre espaço para as artes. A área verde possui algumas pinturas de artistas mineiros e é reservado um espaço em sua administração que serve de galeria para exposições de trabalhos artísticos itinerantes diversos. Por meio do Movimento Gentileza, que busca melhorar e apoiar ações que contribuam para a melhoria do meio ambiente urbano, duas novas obras de arte passaram a compor o acervo permanente do Parque durante a pandemia.

Uma delas é a obra Oca, que esteve presente na mostra de decoração Casa Cor Minas 2019 e foi instalada em definitivo no Parque em julho. A estrutura, inspirada na obra de Roberto Burle Marx, é toda feita em aço oxidado, em formato caracol e foi originalmente concebida para proporcionar uma experiência sensorial e de conexão intensa com a natureza. Ela foi instalada na área conhecida como “Colinas”.

A segunda obra de arte já podia ser percebida pelos pedestres da Orla da Lagoa da Pampulha desde o final de 2020. A fachada lateral da portaria do Parque, próxima ao marco zero, ganhou cores e formas diferentes do verde característico da área e se transformou em uma grande empena artística com pássaros, flores e jardins em uma pintura de 90m² assinada pela mineira Denise Sobrinho, a Dninja. Em respeito aos protocolos de segurança sanitária vigentes na pandemia da Covid-19, a artista buscou ajuda em casa, no trabalho voluntário do marido, da mãe e de seus irmãos para pintar o painel e a área interna da portaria.

Comentários