FecharX

Confira tudo que rolou no Sou BH Talks especial do Dia Nacional do Samba

Pati Lisboa e Rafael Oliveira celebraram a data ao lado de Carolina Serdeira e Thiago Delegado



Créditos da imagem: Liliana Akstein/shutterstock
Main destaque liliana akstein
Redação Sou BH
01/12/20 às 16:19
Atualizado em 03/12/20 às 09:37

Celebrado em 2 de dezembro, o Dia Nacional do Samba é uma das datas mais relevantes no calendário da música, e o Sou BH Talks não poderia deixar essa data passar em branco. Originário das comunidades afro-brasileiras urbanas do Rio de Janeiro no início do século XX, esse gênero musical é considerado um dos mais importantes fenômenos culturais do Brasil e um dos símbolos do país.

E para conversar e cantar Samba, Pati Lisboa e Rafael Oliveira receberam a cantora Carolina Serdeira e o músico Thiago Delegado.

Para dar início a esse programa cheio de música e boa conversa, os convidados contaram um pouco sobre suas histórias no universo do samba e tudo que os inspira e inspirou para estarem no meio musical.

Música e bate-papo

Em meio a um bate papo descontraído, Carolina e Thiago tocaram e cantaram, trazendo muita alegria para os espectadores. E ainda contaram o que eles acham que o Samba tem de tão diferente e especial em relação a outros estilos, além de darem um spoiler de quais são os maiores sambistas para eles!

Para Carolina Serdeira, o samba é o que une o brasileiro, é nossa raiz. “Samba vem de Zamba, vem da África, que quer dizer reza, é oração. Eu acho que é exatamente esse o ponto, essa conexão que se faz, espiritual e física, acho que torna o samba o que ele é hoje, independente da gente gostar de música brasileira ou não, o samba é uma música que conecta os brasileiros. O carnaval não me deixa mentir! Não interessa qual seja nossa classe social, nossa raça, o samba transforma a gente numa coisa só. E quanto aos meus compositores preferidos, com certeza Ari Barroso e Cartola, além de outros grandes compositores”, comenta.

Thiago Delegado também reforça o caráter contagiante do samba. “Acho que o samba tem esse lado da oração, e além disso, ele é contagiante! É muito brasileiro, é a nossa primeira identidade nacional. As pessoas têm uma noção de identidade com o gênero, e acho que muita gente, assim como eu, faz questão de respeitar a tradição musical do nosso país. Samba é estilo de vida, é roupa, é religião, é cultura. Em relação aos meus compositores preferidos, com certeza Cartola e Ari Barroso, e um sambista atual e mineiro, que é o Toni Gerais”, conta.

Aprecie o programa completo!


Sou BH Talks

Desenvolvido para gerar conteúdo de qualidade, a Claro apresenta o Sou BH Talks, uma opção leve e inteligente para que o público interaja e se informe. Temas diversos são abordados: desde empreendedorismo a cinema, além de pocket shows com artistas importantes do cenário nacional e local. Após o grande sucesso das primeiras temporadas, a equipe do Sou BH repete o formato do projeto, no mês de agosto, com mais assuntos e lives inteligentes no mundo virtual. Siga as redes sociais do portal e fique por dentro de toda a programação.