FecharX

Vacinação contra a gripe começa nesta segunda-feira em Belo Horizonte

Crianças, grávidas e profissionais da saúde serão os primeiros vacinados



Créditos da imagem: Bigstock
Main anti vacina crianca movimento big stock
De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, os primeiros a receberem as doses serão crianças de 6 meses a 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas (mulher que acabou de dar à luz) e trabalhadores da saúde que atuam em hospitais, centros de saúde, UPAs e SAMU. A meta é vacinar 90% do público
Redação Sou BH
12/04 às 08:51
Atualizado em 12/04 às 08:55

Belo Horizonte inicia nesta segunda-feira (12) a vacinação da população contra a gripe. Ao contrário dos últimos anos, os idosos não serão vacinados no início da campanha.

De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, os primeiros a receberem as doses serão crianças de 6 meses a 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas (mulher que acabou de dar à luz) e trabalhadores da saúde que atuam em hospitais, centros de saúde, UPAs e SAMU. A meta é vacinar 90% do público.

“Vamos ter duas campanhas simultâneas de vacinação em Belo Horizonte, a da Gripe e a da Covid. Por medida de segurança, quem recebeu a vacina contra Covid-19 precisa respeitar o intervalo mínimo de 14 dias para receber a dose da vacina contra gripe. À medida que novas doses forem recebidas, Belo Horizonte irá ampliar os grupos a serem vacinados, respeitando este intervalo”, explica o subsecretário de Promoção e Vigilância à Saúde, Fabiano Pimenta.

A capital mineira recebeu, até o momento, 86.800 doses da vacina contra a gripe. Segundo a prefeitura, o Ministério da Saúde irá repassar as doses de forma escalonada.

A vacinação em crianças, gestantes, puérperas e trabalhadores da atenção primária será realizada nos centros de saúde, no horário de rotina das salas de vacinas, com exceção das nove Unidades 24h.

Já a aplicação das doses para os profissionais de saúde de hospitais, UPAs e SAMU será realizada em cada instituição. “Quando o grupo for ampliado, vamos adotar estratégias diferenciadas, como, por exemplo, abertura de postos extras”, acrescenta o subsecretário. 

Em 2020, Belo Horizonte vacinou mais de 1 milhão de pessoas.

Os endereços dos centros de saúde e os horários estão disponíveis aqui.

Comentários