FecharX

Dicas de autocuidado para tempos de pandemia

O portal Sou BH preparou uma série para te ajudar e inspirar durante o período de quarentena



Créditos da imagem: Fizkes / Shutterstock.com
Main fizkes shutterstock 492455716
Natalia Alves
18/03/20 às 15:26
Atualizado em 18/03/20 às 18:40

Redes sociais, aplicativos de mensagens e nas ligações, o assunto é sempre o mesmo: coronavírus. Desde que a pandemia começou, e chegou a Belo Horizonte, as conversas tendem para o tema, não é mesmo? As autoridades afirmam que não há motivo para pânico, recomendam quarentena para evitar a disseminação do vírus e os casos começam a aparecer, e crescer, na capital. A rotina de trabalho mudou e é necessário evitar aglomerações de pessoas. A partir desse cenário, o portal Sou BH adaptou suas pautas e preparou uma série de reportagens para dar dicas e inspirar os leitores durante esse período.

Neste primeiro post, conversamos com Yasmin Barroso, criadora do perfil Flor de Mim. A influencer falou sobre o autocuidado e a saúde mental no período de quarentena. Confira:

 

1- Tire um tempinho todos os dias para meditar

Qualquer tempo ajuda, o importante é conseguir tirar o foco da bagunça que está acontecendo em volta e focar no que você está sentindo. Existem aplicativos, como o insight timer, que tem meditações guiadas e podem te ajudar a começar. Se você sente que não consegue fazer desse jeito, uma outra maneira interessante é pegar uma folha de papel e escrever tudo que está passando pela sua cabeça naquele momento. Desde as coisas que você julga mais importante, até qualquer bobagem. Mas tem que ser frente e verso, ok? Assim a gente sai da parte superficial e consegue entender o que está no fundo da nossa cabeça também.

 

2- Mexa seu corpo

Coloque sua música favorita para dançar, ou uma aula de yoga no Youtube e se joga. Fazer coisas mais corporais ajudam muito na hora de abaixar o volume dos pensamentos e focar no agora.

 

3- Se você faz terapia, considere marcar a sessão por videochamada

Nesse momento, o ideal é que a gente não saia de casa, mas não podemos abandonar os cuidados profissionais com a saúde mental. Por isso, entre em contato com seu psicólogo e tente manter o acompanhamento de forma virtual.

 

4- Use o planejamento a seu favor

Sempre que se perceber muito ansioso, coloque no papel todas as tarefas que você precisa fazer e reorganize em uma visão semanal. Isso é especialmente importante se você estiver em isolamento voluntário, assim você consegue manter seu trabalho ou estudos funcionando e passa a sentir menos ansiedade pelo que iria se acumular. Se você quiser aprender a se planejar, é só acompanhar nosso trabalho no perfil Flor de Mim.

 

5- Tente criar uma rotina

Se você estiver em isolamento voluntário, às vezes tendemos a ficar para sempre na relação cozinha-cama, e isso pode abaixar muito sua energia. Por isso, crie uma rotina mais ativa, e aproveite o momento para colocar as coisas em ordem, fazer um curso online ou ler aquele livro. Evite mudar completamente seus horários de dormir e acordar.

 

6- Converse com amigos e familiares

Durante esse período é normal que a gente sinta medo, e o melhor jeito de lidar com isso é conversando sobre os sentimentos com amigos e familiares. Se você estiver em isolamento, isso ajuda também para que você se sinta menos sozinho e desamparado.

 

7- Tenha um momento para você

Pense em uma coisa por dia para fazer simplesmente porque você se sente bem. Não precisa ser nada muito longo nem muito elaborado, às vezes tirar um tempo para cuidar da sua pele, assistir uma série que você gosta ou desenhar já fazem uma diferença grande no ânimo.

Comentários