FecharX

Manchas na pele: o que são e como tratar?

O médico dermatologista Fábio Gontijo falou sobre o assunto com exclusividade para o Sou BH



Créditos da imagem: LADO/ shutterstock
Main shutterstock 1341968411
Júnior de Castro
20/03/20 às 10:45
Atualizado em 20/03/20 às 11:01

Você tem alguma mancha na pele? Já procurou saber como ela apareceu ou se precisa de algum tratamento específico? São inúmeros os fatores que podem acarretar esse tipo de problema no maior órgão de nosso corpo, a pele. Por isso, o Sou BH conversou com Fábio Gontijo, Médico Dermatologista, e, abaixo, você tira várias dúvidas sobre o assunto: 

Quais fatores podem causar manchas na pele?

As manchas são alterações na coloração da pele e podem acontecer por vários motivos. Algumas delas são genéticas ou hormonais, mas também existem fatores externos que causam o quadro, como exposição solar excessiva, reações causadas por cosméticos e falta de cuidados.

As doenças de pele também podem resultar em manchas, como é o caso do melasma, dermatite, micose e vitiligo. Problemas  inflamatórios, como, por exemplo, a acne, quando não são tratados também deixam marcas permanentes na pele.

Por que algumas pessoas são mais propensas a ter manchas?

Qualquer pessoa pode desenvolver esse problema. No entanto, a genética irá dizer se sua pele é mais sensível aos fatores causadores das manchas. Muitas vezes, pessoas diferentes enfrentam as mesmas condições e algumas desenvolvem manchas na pele, enquanto outras não.

Em geral, quem está constantemente exposto ao sol sem proteção solar, com alteração hormonal, fazendo uso de medicamentos constantes ou enfrentando quadros de doenças inflamatórias ou sistêmicas estão mais propensas a ter manchas na pele.

A exposição ao sol sem protetor realmente faz a pele ganhar manchas?

Sim. A exposição solar inadequada é uma das maiores causas das manchas na pele. Ao se expor ao sol sem proteção, os efeitos dos raios UVA e UVB agridem a pele, que tenta se proteger dos raios nocivos formando uma barreira de coloração (aumento da produção de melanina).

Apesar de manchas de sol serem mais visíveis em pele clara, o problema pode acontecer com pessoas de qualquer tipo e cor de pele. Em geral, as manchas aparecem em partes mais expostas como o rosto, colo, costas e mãos.

Em que partes do corpo as manchas aparecem com mais frequência?

Quando a mancha é causada por exposição solar, elas aparecem nas áreas que, em geral, ficam descobertas: rosto, colo, costas, mãos e pernas. Já quando a condição é devido a problemas hormonais, doenças ou medicamentos, qualquer parte do corpo está suscetível ao aparecimento de manchas.

Durante a gravidez elas são mais propensas? Como tratar?

Sim. Uma condição comum entre todas as gestantes é a alteração hormonal, e ela pode provocar o aparecimento de manchas (cloasma gravídico) ou o agravamento de um antigo quadro.

O excesso de pigmentação na gestação pode acontecer em todo o corpo da mulher, e nem sempre está relacionado com a exposição solar. É muito comum que o mamilo e a linha do meio da barriga escureçam, pois trata-se de uma característica fisiológica do organismo feminino.

A melhor forma de prevenir as manchas na gravidez é usar filtro solar diariamente, evitando a exposição ao sol das 10h às 16h, horário em que os raios ultravioleta estão mais fortes. Investir no uso de sombrinhas, chapéus e viseiras também é recomendado.

Já para os tratamentos clínicos, o ideal é procurar um dermatologista para saber quais procedimentos estão liberados. Durante a gestação, alguns produtos e aparelhos podem ter contraindicação relativa ou absoluta.

Pessoas com pele escura também podem ter manchas na pele?

Sim. Apesar de serem mais visíveis em pele clara, pessoas com pele escura são normalmente mais afetadas por manchas e marcas de hiperpigmentação da pele.

O que são manchas de atrito e em quais partes do corpo elas mais aparecem?

As manchas de atrito são marcas que aparecem em partes do corpo onde há fricção constante. Esse atrito causa pequenas lesões na pele que cicatrizam e formam as chamadas hipercromias pós-inflamatórias (manchas).

Os locais do corpo mais comuns - e sujeitos às manchas de atrito - são entre as pernas e dobras do corpo, como axilas, virilha, cotovelos e joelhos.

Protetores solares resolvem os problemas das manchas?

Não. O uso de protetor solar é uma forma de prevenir o aparecimento, mas não funciona como tratamento para as manchas já presentes. O ideal é usar filtro solar para evitar o aparecimento de novas manchas causadas pelos raios UVA E UVB.

Quando a mancha é fruto de problemas hormonais, o protetor solar também não consegue reverter o quadro, mas pode auxiliar na prevenção do escurecimento. Para eliminar ou clarear as manchas existentes, o recomendado é iniciar um tratamento clínico com o seu médico dermatologista.

Quais são os melhores tratamentos contra as manchas na pele?

Existem vários tratamentos que o paciente pode recorrer para solucionar um quadro de mancha na pele, dependendo das características da marca e em qual parte do corpo ela está.

Produtos clareadores à base de ácidos e vitaminas são, em geral, os primeiros tratamentos indicados. Além disso, também pode ser necessário associar cosméticos com procedimentos como o laser de picossegundo, laser de CO², microagulhamento ou peelings.

Se seu quadro de manchas na pele é antigo ou recorrente, o mais indicado é consultar regularmente o dermatologista para um tratamento adequado. Lembrando que é importante ficar atento ao surgimento ou mudança em suas marcas. Alterações de tamanho, forma, cor e textura de manchas existentes também são pontos de atenção.   


*Fábio Gontijo, Médico Dermatologista, formado pela UFMG em 2009, Dermatologista Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologista (SBD), Especialista em Oncodermatologia pelo Hospital Albert Einstein, com MBA em Gestão em Saúde pela FGV.

Comentários