FecharX

Saiba como pessoas do grupo de risco devem se cuidar contra o Coronavírus

A OMS informou que idosos, crianças, gestantes e pacientes com doenças crônicas estão mais propensos a serem infectados



Créditos da imagem: FamVed / Shutterstock.com
Main famveld.capa
Clara Mariz *
18/03/20 às 09:00
Atualizado em 21/05/20 às 10:14

O número de casos do novo coronavírus em Minas Gerais tem aumentado a cada dia. Para conter o avanço da doença medidas de higiene básica, como, por exemplo, lavar a mão, devem ser tomadas por toda a população. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), pessoas acima de 60 anos, crianças e gestantes estão no grupo de risco do vírus, ou seja, estão mais propensas a serem infectadas.

As pessoas com doenças cardiovasculares também estão neste grupo. Segundo dados do Colégio Americano de Cardiologia (ACC), 40% dos hospitalizados com resultado positivo para o COvid-19, em fevereiro deste ano, apresentavam alguma doença do coração prévia. A pesquisa aponta, também, que cerca de 7% destes pacientes manifestaram arritmia.

Os cuidados com a doença devem ser dobrados para os pacientes do grupo de risco. Confira como se manter seguro:

  • Um médico deve ser comunicado caso apareça algum dos sintomas do vírus;
  • As mãos  devem ser constantemente lavadas e higienizadas com álcool 70%;
  • A alimentação saudável deve ser mantida;
  • Se possível essas pessoas devem ficar dentro de casa, para evitar o contato físico.

Casos confirmados

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, Minas Gerais possui 511 casos notificados de infecção humana pelo Covid-19. Destes, 85 foram descartados, 420 estão em investigação como suspeitos e seis foram confirmados: um em Ipatinga, um em Divinópolis, dois em Juiz de Fora, um em Belo Horizonte e um em Patrocínio.

O Ministério da Saúde em parceria com o SUS lançou o aplicativo Coronavírus SUS. O programa fornece todas as informações sobre o Covid-19. Ele está disponível para aparelhos IOS e Android.

*estagiária sob supervisão do jornalista Júnior de Castro

Comentários