FecharX

‘BH é um ovo’ vai discutir as potencialidades gastronômicas da capital mineira

Com entrada gratuita, evento reúne cozinheiros, empresários, jornalistas e entusiastas no Novotel BH Savassi



Créditos da imagem: Divulgação
Main bh %c3%a9 um ovo   divulga%c3%a7%c3%a3o capa
Cozinheiros, empresários, jornalistas e entusiastas da gastronomia vão se reunir no Novotel BH Savassi para discutir as potencialidades gastronômicas de Belo Horizonte
Thiago Alves
22/11 às 11:14
Atualizado em 22/11 às 11:14

'BH é um ovo'. A expressão é popularmente utilizada na capital mineira ao encontrar alguém que você conhece que também é conhecida de uma outra pessoa em algum evento social, como festa, barzinho ou restaurante. Nesta terça-feira (23) e quarta-feira (24), 'BH é um ovo' vai ganhar um novo significado. Cozinheiros, empresários, jornalistas e entusiastas da gastronomia vão se reunir no Novotel BH Savassi para discutir as potencialidades gastronômicas de Belo Horizonte, que foi reconhecida pela Unesco, em 2019, como Cidade Criativa da Gastronomia.

"O evento tem como meta apresentar essa gastronomia movimentada e poderosa que temos por aqui, além de abordar questões como: a gastronomia no pós-pandemia: caminhos e soluções; BH: um cardápio turístico diverso a ser redescoberto; a capital em ressonância e diálogo com o interior; inventário da cultura afro-brasileira na cozinha mineira", explica Marcelo Wanderley, produtor cultural e coordenador da plataforma Cumbucca, responsável pela realização do BH é um Ovo.

Wanderley explica que as dinâmicas serão apresentadas por fazedores da gastronomia e cultura alimentar, sejam cozinheiros, chefs, empresários, empreendedores, professores, jornalistas, pesquisadores e consumidores. Além dos painéis, o evento terá rotas de gastronomia, apresentação do filme “A Dona do Tacho”, um ícone da gastronomia mineira. Filha de imigrantes italianos, a cozinheira  dona Nelsa Trombino dedicou a vida a divulgar a comida típica de Minas Gerais. A saborosa missão a levou a conhecer vários países pelo mundo. Fundadora do restaurante Xapuri, ela é incansável na defesa das tradições gastronômicas, como o uso do tacho de cobre. Um relato emotivo sobre a trajetória dessa personalidade da cultura alimentar brasileira.

O evento tem entrada gratuita, mas as vagas são limitadas. Os interessados podem retirar os ingressos na Sympla

Jantar beneficente

E no dia 1º de dezembro, o “BH é um Ovo” termina com um jantar beneficente especialmente feito pelos Chefs Leonardo Paixão, André Paganini, Ivo Faria, Guilherme Melo e Chefs Gui e Gabi.

Programação 'BH é um Ovo'

Dia 23 de novembro, terça-feira

16h - A gastronomia no pós-pandemia: caminhos e soluções

  • Pedro Albuquerque (Órion Cloud Kitchens - Cozinhas para delivery)
  • Daniel Ribeiro (Redentor e Raiz Marmita Saudável)
  • Frederico Andrade (Grupo Chalezinho)
  • Simone Lopes (Sebrae)
  • Mediação: Ricardo Castilho (Prazeres da Mesa)

17h30 - Belo Horizonte: um cardápio turístico diverso a ser redescoberto

  • Márcia Martini (Opsófagos)
  • Felipe Thales (Viva Lagoinha)
  • Hanna Litwinski (Casal Cozinha)
  • Rafael Rocha (jornalista de gastronomia)
  • Mediação: Ana Gabriela (Belotur) 

19h - Inventário da cultura afro-brasileira na cozinha mineira

  • Zora Santos (cozinheira e pesquisadora)
  • Padre Mauro (Muquifu - Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos)
  • Princesse Kambilo (Malewa Food)
  • Kelma Zenaide (Kitutu Gourmet)
  • Mediação: Paloma Nobre (Projeto Gororoba)

Dia 24 de novembro, quarta-feira

  • 16h - A capital em ressonância e diálogo com o interior
  • Flávio Trombino (Xapuri) 
  • Eduardo Avelar (Territórios Gastronômicos) 
  • Eduardo Maya (Projeto Aproxima)
  • Edson Puiati (professor de gastronomia) 
  • Mediação: Carol Daher (Revista Encontro / Fartura)

17h30 - Cozinha mineira autoral: sabores, ingredientes, inovações (contemporânea, ousada, provocativa)

  • Thiago Medrado (Restaurante Noca)
  • Juliana Duarte (Cozinha Santo Antônio)
  • Caio Soter (Restaurante Pacato) 
  • Mediação: Rafael Rocha (jornalista de gastronomia)

19h - Cultura de boteco: preservação e fomento 

  • Maria Eulália (Comida di Buteco)
  • Daniel Neto (Baixa Gastronomia)
  • Lucas Brandão (Agosto Butiquim) 
  • Mediação: Heitor Silva (sommelier de cervejas)