FecharX

Aqui Pertin: Cabeça de Boi, um vilarejo de 200 habitantes perto de BH

Se você é daqueles que viaja para se desconectar do mundo, precisa conhecer o vilarejo de Cabeça de Boi, distrito de Itambé do Mato Dentro



Créditos da imagem: Yaya Souza
Main cabeca de boi
O distrito de Cabeça de Boi não tem sinal de telefone e internet
Yaya & Tiago - Aqui Pertin
31/03 às 07:00
Atualizado em 31/03 às 09:14

Tem dias que o corpo e a mente pedem uma pausa, né? O destino #aquipertin de hoje é um daqueles lugares que fazem você simplesmente se desligar da loucura da cidade e se conectar com a natureza. Santana do Rio Preto, ou Cabeça de Boi, como é popularmente conhecido, é um distrito de Itambé do Mato Dentro e fica a 124 km de Belo Horizonte.

Seja pelas montanhas exuberantes ou pelo fato de não ter sinal de telefone ou internet, no pequeno vilarejo, de apenas 200 habitantes, o tempo passa mais lento, o dia é muito bem aproveitado e fim de semana vira tempo suficiente para recarregar as baterias (mas você não vai querer ir embora, acredite!).

Leia também

Como chegar em Cabeça de Boi

O distrito fica a 124 km de BH, pegando a BR 381 e passando por Itabira. A viagem dura em torno de três horas, considerando alguns trechos lentos e os últimos 10 km de estrada de terra. 

dica #aquipertin: para chegar ao vilarejo, partindo de BH, coloque Itambé do Mato Dentro e, no centro de Itambé, mude o destino para Cabeça de Boi. Assim, por mais que seja um pouquinho mais longe, você pega mais trechos asfaltados. 

Hospedagem em Cabeça de Boi

O luxo em Cabeça de Boi é ser simples e as hospedagens do vilarejo seguem essa premissa. Nós nos hospedamos na Suíte Chão de Estrelas, que é uma casa de aluguel com duas suítes (que podem ser alugadas separadamente), ofurô, cozinha compartilhada completa, churrasqueira e um visual de tirar o fôlego da Cordilheira do Espinhaço. 

O quarto é todo equipado com frigobar, cama de casal, TV, rede, ventilador e o wi-fi funciona super bem. Eles aceitam crianças e são pet friendly. 

O pacote de final de semana (sexta a domingo) em uma das suítes do Chão de Estrelas custa R$650 para duas pessoas. Caso você queira alugar todo o espaço, ou seja, toda a estrutura incluindo as duas suítes, o valor é R$1.200 para até quatro pessoas. 

Onde comer em Cabeça de Boi

Os bares do vilarejo são bem raíz, com um atendimento íntimo e culinária caseira. Experimente as batatinhas fritas com linguiça caseira do Bar do Candinho, o almoço mineiro do Restaurante do Vicente (R$ 25 o prato) e, claro, conheça o bar do Sô Agostinho. 


O Sô Agostinho é uma figura bem famosa e carismática de Cabeça de Boi. Com clima interiorano e cerveja bem gelada, o bar, que funciona há 25 anos, onde antes era a vendinha, é ponto de encontro dos moradores e turistas. A música fica por conta do Sô Agostinho, que também é o atendente, o caixa e o animador do boteco… se vira nos 30 com muita leveza e sorriso no rosto. Quando menos se espera, ele também pega o microfone, faz solta uns versinhos pra alegrar a turma.. é muita simpatia! 

dica #aquipertin: peça pra ele cantar uma moda de viola e ouça ele dizer que não sabe tocar, ‘só sabe fazer barulho!’ Mas ele toca mesmo, viu? Pode confiar!

O que fazer em Cabeça de Boi

Vizinha do Parque Nacional da Serra do Cipó, Cabeça de Boi é conhecida por suas belezas naturais e pelas pinturas rupestres. Os dois passeios são imperdíveis por lá. 

Cachoeiras do Intancado 

O complexo de cachoeiras do Intancado fica a 6km de estrada de terra da pracinha do distrito. O caminho até a portaria já é maravilhoso e a estrada fica em boas condições para carros de passeio, em períodos de estiagem. 

O complexo tem 4 cachoeiras, todas bem sinalizadas:

  • Chuvisco - trilha de 400m. Queda longa e poço raso
  • Intancado - trilha de 1km. Queda curta, poço delicioso para banho. Possui partes rasas e fundas.
  • Maçãs - trilha íngreme de 1,4 km. Poço bem fundo, queda muito forte. Requer cuidado, mas é linda! 
  • Macacos - trilha de 2,4 km, com subidas e pedras. A queda é alta e tem um ótimo poço para banho. 

A propriedade é privada e cobra-se o valor de R$20 por pessoa na entrada. Não tem nenhuma estrutura de restaurantes ou banheiros, apenas estacionamento. Por sua falta de acessibilidade, não é recomendada para pessoas com mobilidade reduzida, e aceita pets.

dica #aquipertin: leve lanches rápidos, como chips e barrinhas de cereal e bastante água. Não se esqueça de trazer seu lixo de volta. 

Pinturas rupestres e pôr-do-sol do Paulinho


No passeio às pinturas rupestres ficam a 4 km do distrito, também de estrada de terra. Lá, é possível observar pinturas de mais de 12 mil anos, recém tombadas pelo IPHAN-MG - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. As pinturas ficam em formações rochosas bem altas e a vista é surpreendente. O valor do passeio é R$10 por pessoa.

Para ficar ainda melhor, na entrada do passeio está o bar do Paulinho, que além de petiscos como bananas fritas e pastéis de carne, tem o pôr-do-sol mais bonito da região.

Mapa Aqui Pertin Cabeça de Boi

Para esses e outros roteiros, siga o @aquipertin no Instagram.