FecharX

MAP vira cassino por uma noite

<p>Simulação de como era o Museu na década de 40 faz parte da programação do Noturno nos Museus</p>



Créditos da imagem:
Main 1707 map
Redação Sou BH
12/08/14 às 10:38
Atualizado em 01/02/19 às 16:58

Depois do sucesso de 2013, o Museu de Arte da Pampulha (MAP) mais uma vez realiza o ?Uma Noite no Cassino?. Na noite de amanhã (18), quem for ao MAP poderá interagir com vedetes e croupiers que estarão devidamente caracterizados à frente das antigas mesas de jogos espalhadas pelo mezanino, além de curtir shows com Celinha Braga, interpretando Carmem Miranda, e o espetáculo ?Malabares de Luz?, da Trupe Gaia. O evento integra a programação do Noturno nos Museus de Belo Horizonte, promovido pela Fundação Municipal de Cultura, e tem entrada gratuita.

Projetado no início da década de 1940, sob a administração do prefeito Juscelino Kubitschek, o prédio que abriga hoje o Museu de Arte da Pampulha foi o primeiro projeto de Oscar Niemeyer para o Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Antes de ser museu, no entanto, a instituição foi originalmente concebida para abrigar um cassino. Com a proibição do jogo no Brasil, em 1946, o espaço permaneceu fechado até ressurgir como museu, em 1957.

No evento, o Museu abrirá suas portas às 19h com funcionários e convidados devidamente caracterizados com figurinos da época. Serão realizadas oficinas e simulações de jogos de roleta e pôquer nas mesas que fazem parte do acervo do Museu. A noite terá ainda a apresentação do espetáculo ?Malabares de Luz?, da Trupe Gaia, e um show com a cantora Celinha Braga, interpretando os maiores sucesso de Carmem Miranda. Outra atração no MAP será o bar e restaurante temático, que trará uma decoração especial da época do Cassino.

Comentários